.

13 foi o dorsal da sorte do que ganhou o Monchique-Mountain-Marathon

André Cabrita

André Cabrita (40), de Faro, com o dorsal número 13, foi o vencedor do 1º Monchique Mountain Marathon, que teve lugar no Sábado, dia 30 de Dezembro. Esta prova desportiva aberta a todos, com um desnível de 1 521 metros, teve participantes de cinco países: Áustria, Namíbia, Alemanha, Espanha e Portugal. O encontro foi às seis da manhã em Caldas de Monchique. Durante os oito quilómetros da primeira etapa até Fornalha, na passagem por Alferce, o dia começou a clarear. A flora e a fauna despertou com o nascer do sol às 7h47, e os participantes desligaram as suas lanternas frontais de caminhada. Depois de quatro dias chuvosos, os caminhantes foram brindados com um lindo dia de sol. Depois de passada a primeira mesa de apoio, começou a subida ao cume do Picota (776 m), uma etapa de igualmente oito quilómetros, que João Pedro Ribeiro (29) de Lisboa, na companhia da sua cadela Zumba, alcançou em primeiro lugar. Thomas Martin (50), Áustria, ainda se encontrava em terceiro lugar nessa altura. Mas como para a classificação contam a maratona, o tiro-ao-arco e as respostas ao pequeno concurso de perguntas, Alexandra Speiser (49) e a sua cadela Fizzy, de Monchique, acabaram por conquistar o terceiro lugar no final. Após 25 km percorridos, às 11h25, começou a prova de tiro-ao-arco, proporcionada pelo guia Lúcio Feio no parque aventura junto à montanha mais alta, o Fóia (902m). Depois de recarregadas as forças com um guisado da cozinheira Monique Volkers, o pelotão da frente pôs-se a caminho pela descida de 17,6 km até Caldas, a menos 250 m de altitude. Aqui, este percurso circular, ao todo com 42,6 km, passa por cinco eólicas e continua em direção a Marmelete. Em Almarjão os participantes retomam a direção a Caldas, passando por Barranco de Silvestre, Casais e Nave. O pelotão da frente, composto por João Pedro Ribeira, André Cabrita, Alexandra Speiser, Rena Schulte e Thomas Martin chegou à meta em Caldas de Monchique ainda antes do por do sol, às 17h30. O guia Jürgen Kahlisch (60), da Associação de Caminhadas – CaminPor, acompanhou o grupo do “carro vassoura”, que garantiu que nenhum participante se perdesse na escuridão. Resumindo: todos os participantes chegaram satisfeitos e de boa saúde à meta, só houve uma participante que abandonou a prova aos 35 km devido a problemas num joelho. Todos pretendem voltar em Dezembro neste ano em que o percurso será feito na direção oposta, com algumas surpresas. A data a marcar na sua agenda é o domingo, dia 30 de Dezembro.

 

Vencedores:

1° André Cabrita (Faro, 12/18 pontos)

2° João Pedro Ribeira (Lisboa, 11/18 pontos)

2° Alexandra Speiser (Monchique, 11/18 pontos)

3° Rena Schulte (Berlim, 9/18 pontos)

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  
  •